Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Saudosa Memória

por aquimetem, Falar disto e daquilo, em 02.06.17

7879463_ln0oJ (2).jpg

Daqueles amigos que se prendem à nossa amizade e nem a morte separa. Aconteceu comigo em relação ao Dr. Primo Casal Pelayo que me sabendo possuidor do vírus jornalístico passei a ter nele um atento observador e conselheiro em temas que careciam de sabia apreciação. Fui seu aluno no Externato Latino Coelho, em Lisboa, e casualmente comensais na mesma pensão onde eu almoçava. Daquelas pessoas que gostam mais de ouvir do que falar não foi fácil cativar o seu relacionamento que veio por me saber muito bem relacionado no Bairro de Belém, o que podia influir na divulgação do seu estabelecimento de ensino.

13956193_SWaji.jpg

 São juízos que faço à distância e que só me sirvo para honrar a memória desse inesquecível vila-condense, de Fajozes. Formado em Direito pela Universidade de Coimbra, chegou a enveredar pela carreira da Magistratura que exerceu como Delegado do Ministério Publico. Mas era o ensino que reclamava o seu potencial intelectual e cívico por forma a dar continuidade a uma tradição familiar, patente no que foi o Colégio de São José, da família Pelayos, em Vila do Conde. O autor de "A Ermida do Monte Farinha" nasceu a 05-06-1921 e faleceu em Lisboa, a 08-02-2011. Se fosse vivo fazia 96 anos no próximo dia 05 de Junho. Saudosa memória.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:39


0ssos de um insigne vila-condense

por aquimetem, Falar disto e daquilo, em 07.02.16

restauradore 003.JPG

Há quatro anos, em 2012, a propósito deste saudoso e ilustre amigo, escrevi: "Faz amanhã um ano, 8 de Fevereiro, que faleceu em Lisboa, onde residia, o Dr. Primo Casal Pelayo, que foi professor, director e proprietário do Externato Latino Coelho, na freguesia de Santa Maria de Belém. Natural de Fajozes, Vila do Conde, foi no colégio de São José, da família Pelayo, que iniciou a sua notável carreira de formador e educador de várias gerações que ainda hoje recordam com saudade o Colégio dos Pelayos, da rainha do Ave". Em Lisboa muitos foram, e são, também, os que ficaram gratos ao Dr. Primo Pelayo e ao colégio de que foi dono, gestor e professor exímio, na rua da Junqueira.

13956193_SWaji.jpg

Sempre que posso costumo visitar a campa onde, no cemitério de Benfica, repousam os seus restos mortais; mormente na data do falecimento. Este ano faz cinco anos que deixou o mundo dos vivos; as autarquias que até com os mortos fazem dinheiro, não sei o que a de Lisboa vai fazer da sua ossada. Que ao menos avise os familiares ou a Junta de Freguesia de Fajozes, antes de atirar com ela para a bala comum. São ossos de um insigne vila-condense, e autor da Ermida do Monte Farinha, a quem também muito deve Mondim de Basto.

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:30


Saudosa memória

por aquimetem, Falar disto e daquilo, em 10.02.14

Recordação de uma visita que fiz ao Dr. Primo Casal Pelayo, quando já muito debelitado.

        Após decorrido um ano do seu falecimento,  podia ler-se em NetBila o que consta a seguir: "Escrito por Costa Pereira ligado 08 Fevereiro 2012. Publicado em Religião

         Vilar de FerreirosFaz hoje um ano, 8 de Fevereiro, que faleceu em Lisboa, onde residia, o Dr. Primo Casal Pelayo, que foi professor, director e proprietário do Externato Latino Coelho, na freguesia de Santa Maria de Belém. Natural de Fajozes, Vila do Conde, foi no colégio de São José, da família Pelayo, que iniciou a sua notável carreira de formador e educador de várias gerações que ainda hoje recordam com saudade o Colégio dos Pelayos, da rainha do Ave.
Formado em Direito pela Universidade de Coimbra, Primo Pelayo uma vez conhecedor de uma polémica que se levantou entre Vilar de Ferreiros e São Cristóvão de Mondim, em relação ao Santuário de Nossa Senhora da Graça, tomou a peitoestudar o assunto e tirar todas as dúvidas ao Prelado Diocesano quanto a quem tem ou não direito de posse ali; e para o efeito editou por sua conta e risco : “A Ermida do Monte Farinha, Em Vilar de Ferreiros - Mondim de Basto”. Trabalho onde gastou cerca de 4 anos em aturada pesquisa nos reservados das principais bibliotecas de Lisboa, Porto e Braga, e a colaboração de amigos como D. Domingos Pinho Brandão e Padre Mário César Marques, entre outros.
      Um nome que no nosso concelho, mormente em São Pedro de Vilar de Ferreiros, não pode deixar de ser uma referência sempre que a história da nossa terra e região tiver de vir à baila.      

     Como de costume a sua alma na igreja e os restos mortais no cemitério de Benfica têm a minha viva contemplação. São três anos de saudosa memória. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:11


Por muitos anos mais!

por aquimetem, Falar disto e daquilo, em 05.06.07

 Dr.Primo Pelayo

          Fez hoje 86 anos que na freguesia de Fajozes, concelho de Vila do Conde, nasceu  uma figura que a seu tempo se viria a notabilizar como amigo da  região de Basto,  mormente da paróquia de Vilar de Ferreiros: Dr. Primo Casal Pelayo.

          Depois de tomar conhecimento de uma polémica que à volta do santuário de Nossa Senhora da Graça opunha as freguesias de São Pedro de Vilar de Ferreiros e de São Cristóvão de Mondim  de Basto, o distinto causídico tomou a peito chamar a si a pesquisa da verdade histórica e decorridos uns três ou quatro anos de fecunda investigação, em 1968,  surgem os resultados desse trabalho com a primeira edição de "A Ermida do Monte Farinha, em Vilar de Ferreiros, Mondim de Basto".  

          Para com o ilustre aniversariante festejar o seu aniversário, e recordar os tempos em que por amor à verdade se empenhou em defender graciosamente os interesses da terra que me viu nascer, fui com ele almoçar e felicitá-lo por tão feliz efeméride. Por muitos anos mais!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:40


....bom proveito

por aquimetem, Falar disto e daquilo, em 22.05.07

     

 vista do "Iteiro da Senhora"

            No passado dia 19, Vilar de Ferreiros recebeu a honrosa visita de numerosos amigos da Natureza,  ali conduzidos para em caminhada à antiga portuguesa subirem ao "Iteiro da Senhora"  guiados  pela mão do Clube de Praticantes de Montanhismo UM PAR DE BOTAS, de Vila de Conde.  

          Que pena não poder assistir a um evento destes, para manifestar de corpo e alma o meu reconhecimento a esta gente que vem de longe para admirar e divulgar as belezas naturais e o restante património envolvente duma terra e região cujos nativos na sua maioria não sabem valorizar. Pela minha parte e como filho de Vilar de Ferreiros quero aqui deixar na figura do medronhoÁguia Real, Os Manos, hismano wild M e hjsmano as melhores saudações e agradecimento pela honrosa visita que fizeram a São Pedro de Vilar de Ferreiros.

          Em relação aos curiosos interessados em ver fotos desta caminhada elas constam em post com a data de hoje, no blog : http://umpardebotas.blogs.sapo.pt/, e delá já saquei os rostos de quem para dar à perna também tem que dar ao dente.

 

      Apanhei-os!!!,bom proveito.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:52


Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D