Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Saudosa Memória

por aquimetem, em 02.06.17

7879463_ln0oJ (2).jpg

Daqueles amigos que se prendem à nossa amizade e nem a morte separa. Aconteceu comigo em relação ao Dr. Primo Casal Pelayo que me sabendo possuidor do vírus jornalístico passei a ter nele um atento observador e conselheiro em temas que careciam de sabia apreciação. Fui seu aluno no Externato Latino Coelho, em Lisboa, e casualmente comensais na mesma pensão onde eu almoçava. Daquelas pessoas que gostam mais de ouvir do que falar não foi fácil cativar o seu relacionamento que veio por me saber muito bem relacionado no Bairro de Belém, o que podia influir na divulgação do seu estabelecimento de ensino.

13956193_SWaji.jpg

 São juízos que faço à distância e que só me sirvo para honrar a memória desse inesquecível vila-condense, de Fajozes. Formado em Direito pela Universidade de Coimbra, chegou a enveredar pela carreira da Magistratura que exerceu como Delegado do Ministério Publico. Mas era o ensino que reclamava o seu potencial intelectual e cívico por forma a dar continuidade a uma tradição familiar, patente no que foi o Colégio de São José, da família Pelayos, em Vila do Conde. O autor de "A Ermida do Monte Farinha" nasceu a 05-06-1921 e faleceu em Lisboa, a 08-02-2011. Se fosse vivo fazia 96 anos no próximo dia 05 de Junho. Saudosa memória.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:39


Desfile de Bandas

por aquimetem, em 03.12.13

  

          Por calhar ao domingo, este ano, o 1º de Dezembro ainda foi festejado com pompa e circunstância, desta vez; e quem,  na tarde desse dia, desceu à baixa alfacinha pôde deliciar-se com um animado espectáculo musical e etnográfico que não é frequente ver. Mais de 20 agrupamentos e mais de 1000 músicos distribuídos pelas diversas filarmónicas e bandas em presença, desceram a Avenida da Liberdade, desde o monumento aos Mortos da Grande Guerra, até à Praça dos Restauradores. Desfile, que se integrou nas comemorações do 1º de Dezembro do Município de Lisboa, levadas a cabo pela Sociedade Histórica da Independência de Portugal e Movimento 1º de Dezembro.

         O desfile teve início ás 14:30h, decendo em direção ao obelisco que comemora as vitórias portuguesas da campanha militar da Restauração, que durou até 1668. A marcha dos músicos abriu com os Tocá Rufar, seguindo-se o grupo de cantares Os Cigarras, de Beja, e o grupo de Bombos de Atei, de Mondim de Basto.

          Desceram em primeiro, as bandas da Sociedade Recreativa e Musical 12 de Abril de Travassô, a do Centro Paroquial de S. Martinho de Gandra e a Banda Musical Cabeceirense.

Do desfile fizeram parte, entre outras, as filarmónicas Idanhense, Portimonense, Senhor dos Aflitos de Soutocico do Crato, Ançanense e a Lobelhense, assim como as bandas da União Alcaçovense, da Sociedade Recreativa e Musical Loriguense, e a da Torre do Ervededo.

  

         Fez-se notar a presença de figuras públicas, como: presidente da Câmara Municipal de Lisboa, António Costa, e José Ribeiro e Castro, em representação da presidente da Assembleia da República, tendo o general Rocha Vieira estado presente em representação do Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva.

           Muito publico que para além de assistir ao espectáculo, também se quis associar à histórica data que assinala a Restauração de Portugal. Data que mereceu este patriótico desabafo do presidente da Assembleia-Geral da Sociedade Histórica da Independência de Portugal ao afirmar que "um Estado que não comemora o 1 de Dezembro como o seu principal feriado é um Estado bastardo, sem valores ou dignidade". O general José Batista Pereira falava na cerimónia oficial de homenagem aos heróis da Restauração, em representação do presidente da Sociedade Histórica da Independência de Portugal, José Alarcão Troni. E adiantou:"o 01 de Dezembro é o verdadeiro feriado da Portugalidade e que, se há feriados que deviam ser imutáveis, eles são o 10 de Junho e o 01 de Dezembro". Dirigia-se aos portugueses de alma e coração, não à relé.

 

           A ingratidão, a ignorância histórica e a carência de valores cívicos e morais implantaram-se neste país que a nobreza tornou famoso. Mas nestes momentos as raízes e valores vêm ao de cima. 

          Orgulho meu foi ver gente  do meu concelho e da região de Basto participar activamente na histórica data e neste evento musical

           Banda de Zés P'reiras de Atei - Mondim de Basto

 

          Vídeo que mostra os Zés P'reiras de Atei, em actuação já no fim do desfile, em frente ao Palácio Foz.

 

          Da parte de manhã o Dia da Restauração começou às 09:30h, no Palácio da Independência, com o hastear das bandeiras, entre elas, a da Restauração - branca com o escudo português coroado ao centro -, seguindo-se na Igreja de São Domingos uma missa solene de acção graças, e às 11:30h uma "Homenagem aos Heróis da Restauração" na praça dos Restauradores. De tarde foi o desfile de bandas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:03


16 de Novembro de 2008 !

por aquimetem, em 16.12.08

Escola de Vilarinho ( 1958-2008)

          Faz hoje um mês que a freguesia de Vilar de Ferreiros esteve em festa, desta vez para comemorar os 50 anos da inauguração da Escola Primária de Villarinho (actual Escola  Básica do 1º Ciclo) que ocorreu em 1958. Para assinalar o evento o lugar de Vilarinho engalanou-se e saiu a terreiro para festejar o acontecimento, convidando para isso diversas personalidades ligadas à Educação e Cultura e que duma maneira ou outra estão ou já estiveram relacionadas com esta escola da nossa freguesia. De Vila Real vieram as Professoras: Marcia Cabanelas, Mari e o professor José Manuel; de Parada de Cunhos,  a  professora  Eugénia;  de Pomarelhos, os professores Urbano e Fernando;  de Cerva, a professora Graça; de Asnela, a professora Laura, presidente do Conselho Executivo; de Mondim, além das professoras Filomena, Teresa Lousada e Soledade, também a presença do professor Alcides, residente no lugar da Cainha, como do professor Gaspar, morador em Travassos, nos honraram sobremaneira. A Câmara Municipal de Mondim de Basto fez-se representar, e bem, pelo Engº Francisco Ribeiro, do Pelouro da Cultura.

          O programa constou da celebração duma Missa Campal muito participada que teve inicio às11h00, e no fim da qual foi decerrada, no edificio  escolar,  uma placa comemorativa, com a seguinte inscrição: "50 º ANIVERSÁRIO DA ESCOLA BÁSICA DE VILARINHO - 16 de Novembro de 2008". Depois foi o almoço e a tarde festiva, onde actuaram os  grupos locais de Zés P'reiras e Rancho Folclórico, como  na Eurarístia já tinha actuado o Grupo Coral. Foi um dia a não esquecer, este 16 de Novembro de 2008 !

Missa campal, celebrada pelo pároco, Sr. Pe. Guedes

  

O presidente da Junta de Freguesia de Vilar de

Ferreiros em conversa com o vereador municipal

Francisco Ribeiro, ladeado pelo pároco  e um

membro da comissão fabriqueira da igreja de

São Pedro de Vilar de Ferreiros.

 No decorrer do animado repasto

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:18


Apóstolo dos Gentios

por aquimetem, em 29.06.08

 

          São as duas principais colunas da Igreja Católica, Apostólica, Romana: São Pedro e São Paulo! Dois  santos que o povo cristão de todo o mundo festeja no dia de hoje, 29 de Junho, e eu recordo neste blog, uma vez que ambos sempre mereceram particular veneração por parte dos meus conterrâneos, antigos e modernos, ou não seja São Pedro o padroeiro de Vilar de Ferreiros! 

          Quanto a São Paulo, que nesta data perdeu popularidade em favor de São Pedro, também já teve particular veneração em Vilar de Ferreiros quando em tempos a freguesia lhe dedicou capela no lugar ainda hoje conhecido por Plaina de São Paulo e  cujos vestígios arqueológicos pude não há muito observar.

          Mas o meu objectivo aqui não é falar  de São Pedro e São Paulo como figuras que hoje encerram a quadra festiva dos santos populares, é  antes sim, e em particular, realçar o Ano Paulino que ontem, dia 28, teve inicio e vai prosseguir até ao dia 29 de Junho de 2009.

          O Ano Paulino foi convocado pelo papa Bento XVI no dia 28 de Junho de 2007 durante a celebração das vésperas de São Pedro e São Paulo, com o objectivo de comemorar o segundo milénio do Apóstolo dos Gentios

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:11


Mês das Romarias

por aquimetem, em 31.05.08

Nossa Senhora da Graça (Vilar de Ferreiros- M.de Basto)

 

          Hoje encerra o Mês de Maria ou mês das rosas. Para muitos fieis, e em particular os afectos ao Opus Dei, é também o mês das "romarias" a tudo quanto é santuário ou igreja mariana. Em Lisboa, igrejas como a Luz (Carnide), Porta do Céu (Telheiras), N. S. das Descobertas (C.C.Colombo), N.S. do Amparo (Benfica) , N.S. da Saúde (Martim Moniz) e N.S da Vitória (São Nicolau) foram das muitas que a população alfacinha escolheu para neste mês manifestar a sua fidelidade a Santa Maria.

          É bonito, e próprio de gente civilizada, ter pormenores de respeito e carinho por quem se goste. Quanto mais ainda tratando-se da Mãe de Jesus, e nossa Mãe!. Que esse carinho não esmoreça no coração dos portugueses, para que assim as flores de Maio se mantenham sempre viçosas e a mensagem de Fátima seja propagada, também com a ajuda de Nossa Senhora da Graça. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:40


arreda que não são certos...

por aquimetem, em 21.04.08

Capela de Vilarinho - Vilar de Ferreiros

          Eu estava convencido que só o mel do Sr. Manuel Lopes, de Fundo de Vila, e o vinho do saudoso ti Serafim "do Lopo", da Fonte Burrica, é que conseguiam cativar a simpatia dos nossos "políticos caseiros", mas pelo que estou a ver também o perfume dos pinheiros e a poeira das pedreiras tem hoje o mesmo poder atractivo...

          Com o titulo "amigos da onça" já em Janeiro aqui desmascarei, em cinco posts, a inconcebível atitude que um partido com a responsabilidade  do PSD tomou ao propor a criação duma nova freguesia no concelho de Mondim de Basto, ignorando que se tal acontecesse a sua área geográfica tal como foi demarcada  tomava a quase totalidade da histórica freguesia de Vilar de Ferreiros, de que Vilarinho faz parte. Que incompetência! E são estas pessoas eleitas para representar o povo na Assembleia da República ! Claro que tudo isto é só para distrair a malta, mas chateia!

          E a propósito: será que por não ter acolhimento na vila - para o ter é preciso fazer por ele - é que a JSD mondinense desde há uns tempos a esta parte procura concentrar toda a sua força nesta hospitaleira aldeia da freguesia de Vilar de Ferreiros? Ou andam à procura de convencer os já "desiludidos" que foi o PS quem os tramou a todos? Bem! São jovens que têm direito a distraírem-se, mas não levem maus vícios para lá, já lá há muita porcaria. E o Salão... é da Paróquia.

          Agora também gostava de saber quem é que paga ao Dj Tiago Montes,  e outros como a Banda de "Sound of Crisis, Rancho Folclórico de Vilarinho,  ou mesmo ao jovem André Queirós. Não sou eu..., que saiba ! Mas seja como for, se no próximo dia 25 de Abril estivesse na freguesia lá me tinham a bater palmas aos artistas, mas aos políticos da terra arreda que não são certos... 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:00


abraço de parabéns

por aquimetem, em 16.04.08

          Como em post anterior já foi divulgado, por iniciativa da Junta de Freguesia de Mondim de Basto,  a vila sede de concelho vai estar em festa no lapso que vai de 19 a 23 do corrente.

          "Contar, Cantar e Pintar Mondim" foi titulo escolhido para este certame cultural que o meu distinto confrade Teixeira da Silva anuncia deste modo: " Um evento, que irá marcar gerações!

          Um acontecimento cultural inédito em Mondim de Basto!

          A festa da cultura, na região!

          Hoje como ontem, abrem-se as portas à cultura, que acorda e faz desabrochar o perfume do conhecimento, adormecido na letargia dos mondinenses!

          Cultura, investigação, conhecimento e divulgação!

          Diálogo, exposição e apresentação ao vivo, de Mondim de Basto, do passado e do presente! "     

          A abertura oficial será no sábado dia 19, à 09h30 com a presença do Presidente da Junta de freguesia de Mondim de Basto, Presidente do Município  de Mondim de Basto, Presidente da Assembleia  Municipal, Governador Civil de Vila Real e Directora Regional de Cultura do Norte.

          Com palestras, exposições, música e  filmes, a jornada encerra no dia 23 do corrente pelas 23h00 precedida de um concerto musical em que participa o Coro Coral de São Cristóvão: 

          Hino do Externato Srª da Graça

          Hino de Mondim de Basto

          Grupo de fados

          Marujo Baptista (José Veiga).

          Vão até  Mondim nesta ocasião que certamente além dos encantos da paisagem vão ficar admirados  com o que de cultural tem Mondim para contar, cantar e pintar, e que diz o "Ginho" é assim  "Como quem conta aventuras, como quem canta epopeias, como quem pinta deslumbramentos. Falar de Nós!" 

          Eu tenho muita pena em não poder assistir, mas é-me inteiramente impossível. Com votos de que tudo redunde num verdadeiro êxito, aqui deixo o meu agradecimento pelo convite e um abraço de parabéns aos organizadores do evento.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:24


amigos da onça-4

por aquimetem, em 17.01.08

            A nascente o limite da nova freguesia segue os limites das actuais freguesias de Vilar de Ferreiros e Bilhó, primeiro pelo Rio Cabril e depois pela Ribeira de Cucaça, até aos limites de concelho, na Cruz do Jugal.

           A nova freguesia incluirá as povoações de Bezerral, Fundo de Vila, Souto, Cabaninhas, Bairro Novo e Bairro dos Moinhos, tendo a sua sede em Vilarinho.

A sua sede situar-se-á às seguintes distâncias das sedes de freguesia limítrofes:

Vilarinho - Cerva - 30,0 km

Vilarinho - Atei - 18,0 km.

Vilarinho - Vilar de Ferreiros - 4,5 km.

Vilarinho - Bilhó - 5 ,0 km. 

 Assim, vem o Grupo Parlamentar Social Democrata, nos termos constitucionais, legais e regimentais, apresentar o seguinte projecto  de lei:  

Artigo 1.º 

          É criada, com sede na povoação de Vilarinho, no concelho de Mondim de Basto, a freguesia de Vilarinho.

Artigo 2.º

          O espaço geográfico da freguesia de Vilarinho será desanexado da freguesia de Vilar de Ferreiros, no concelho de Mondim de Basto,com os os seguintes limites constantes da representanção cartográfica anexa à escala 1:25000(a):   

           A norte: limite com a actual freguesia de Cerva, no concelho de Ribeira de Pena; 

           A poente: limite com a  actual freguesia de Atei, no concelho de Mondim de Basto;

           A  sul: limite com o restante território da freguesia de Vilar de Ferreiros, no concelho de Mondim de Basto, sendo a separação feita por um linha recto, de orientação NW-SE, com início no Outeiro Meão Grande, conhecido cartograficamente por Alto dos Palhaços, e a Praina  dos Gatos, até Fontanelas. Daí o limite inflecte para a direcção N-S até às Mestas, no Rio Cabril;

          A nascente: limite com a actual freguesia de Bilhó, no concelho de Mondim de Basto                     

     continua

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:55


amigos da onça - 1

por aquimetem, em 16.01.08

          Só agora percebi a razão porque o PSD nas últimas eleições autárquicas pela primeira vez sofreu a 1ª derrota na freguesia de Vilar de Ferreiros, e não perdeu mais votos porque nem eu supunha que tal partido também se prestasse atraiçoar pelas costas o seu fiel  eleitorado. Mas afinal quando todos supúnhamos ser os partidos à esquerda do PSD que estavam apostados em pôr termo a uma freguesia com mais de 800 anos  de história para com a criação duma nova freguesia favorecer  a modesta aldeia de Vilarinho, verificamos que afinal a  trama vinha dos amigos da onça. Para que dúvidas acerca disso não existam vamos transcrever o que consta do " Projecto Lei nº 465/IX

 

Criação da freguesia de Vilarinho, no concelho de Mondim de Basto.

Exposição de motivos

           A criação da freguesia de Vilarinho corresponde à concretização de um anseio consolidado da respectiva população e resulta de um amplo consenso local.

            De facto, a povoação de Vilarinho, onde  predomina a actividade agrícola  e a construção civil mas onde existem desde já pequenas indústrias e actividades do sector terciário, revela de há longo tempo uma identidade própria. Situada  no concelho de Mondim de  Basto , integra-se actualmente na freguesia de Vilar de Ferreiros, da qual se destacará.

            Confinará, assim, uma vez criada, com as freguesias de Cerva, concelho de Ribeira de Pena, e Vilar de Ferreiros, Atei e Bilhó no concelho de Mondim de Basto.

           A criação desta nova freguesia implica, para além da satisfação de uma aspiração profunda da respectiva população, uma melhor repartição territorial e de infra-estruturas, sem prejuízo da sua necessária continuidade, equilibrando o espectro da oferta de serviços sociais, culturais e administrativos essenciais à população e aproximando, desse modo, o poder local dos cidadãos.  

continua 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:05


Virem-se para as Richeiras

por aquimetem, em 10.01.08

          Há dias informado da existência da página Online "Basto TV" abri e num dos vídeos deparei com um pedestal de cruz ou cruzeiro  onde consta gravada uma enigmática figura geométrica que sei já despertou a atenção do distinto Prof. Doutor Rui Guimarães. Vim a saber posteriormente tratar-se de um  artefacto que faz parte do património histórico-cultural de Vilar de Ferreiros e como tantos outros também à espera de ser protegido e interpretado à letra,  pois seguramente faz parte das pedras que falam.

        Como aquele, também os vestígios de culto pagão que um monumento existente nas Richeiras-Vilar de Ferreiros atesta  é merecedor do interesse e estudo por parte de homens de ciência. Não se percam apenas no já conhecido, o desconhecido é bem mais importante e sedutor. Virem-se para as Richeiras.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:14


Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D