Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Passado histórico

por aquimetem, em 21.03.13

 

           Ao mexer numa das gavetas onde arrecado papeis que conservo e acabo por nunca mais saber deles, calhei de encontrar dentro de um velho invólucro o  recorte - e não me lembro porquê, assim já recortado - de um artigo que há 35 anos publiquei no conceituado Noticias de Chaves. Vale dizer que serve como marco demonstrativo das carências sociais que, ao tempo, Vilar de Ferreiros sentia e só a partir dali algumas foram sendo atenuadas: estrada, luz, água potável e o mais que uma população laboriosa  tem procurado conquistar. Hoje até o "CF"(caminho florestal)que o mapa, acima, mostra a ligar a estrada da Sª.da Graça à Cainha é uma estrada, que evita a quem desce de Vilar ter que ir a Mondim para subir ao Monte Farinha, ou para os lados de Atei. Tudo mudou para melhor, por isso aproveito para  convidar os meus conterrâneos mais jovens a conhecer o passado da nossa terra, não à luz da candeia, mas  à luz do seu passado histórico.

  

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:15


Padre Américo

por aquimetem, em 17.03.13

 

 Padre Américo

          Com 82 anos, faleceu o Sr. Padre Américo de Carvalho, natural do lugar do Bobal (Bilhó) Mondim de Basto, onde nasceu a 27 de Julho de 1930. Ordenado sacerdote em 15 de Agosto de 1971, o Sr. Padre Américo não demorou que passasse a paroquiar a freguesia de São Vicente de  Ermelo, e ao mesmo tempo as vizinhas paroquias de Pardelhas e Campanhó.

Igreja paroquial do Bilhó

O seu funeral será amanhã, dia 18 de Março, com Missa de corpo presente, às 10:30h, na igreja de São Salvador do Bilhó, indo depois a sepultar no cemitério da sua aldeia natal.

 

Capela do Bobal

           De lembrar que o velório é na aldeia do Bobal, donde  amanhã o corpo sairá às 10:00h para a Igreja do Bilhó e no fim de Missa regressa, em cortejo fúnebre, para ser sepultado no cemitério da aldeia que viu nascer o saudoso bobalense que deixa mais pobre as almas santas do concelho de Mondim e tristes, além dos familiares, conterrâneos e amigos, os seus paroquianos de Ermelo, Campanhó e Pardelhas, que serviu fielmente até que Deus o chamasse para junto de Si.  A toda a família em luto, na pessoa de seu irmão, e meu amigo e companheiro de pena, Joaquim de Carvalho, deixo os mais sentidos pêsames. Paz à sua alma

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:09


Dia de São José

por aquimetem, em 14.03.13

São José, na sua igreja de Nazareth

          Mais uma vez o Agrupamento de Escolas de Mondim de Basto que conta sempre com a dinâmica do professorado das Escolas da freguesia de Vilar de Ferreiros, como anfitriãs, se propõe a festejar São José no próximo dia 19 de Março. Assim, como de costume, a nobre iniciativa terá por certo a adesão de todo o professorado disponível, não faltando também a colaboração da Câmara Municipal e da Comissão Fabriqueira da paroquia de Vilar de Ferreiros, bem como do respectivo pároco, Sr. Padre Correia Guedes, que celebrará a Missa Festiva às 15:30h, coadjuvado por mais algum colega do Arciprestado do Baixo Tâmega que entretanto faça gosto partilhar desta já tradicional festa convívio que se realiza no Fojo, vizinho das Fisgas de Ermelo.

Capela de São José, no Fojo de Covas

          Após a Eucaristia vem o lanche partilhado e farto, que chega e até sobra para aqueles que sem farnel apareçam por bem, pois é lema do transmontano não levantar a mesa quando alguém bate à porta. Mas se são amigos do Santo Patriarca, sobretudo quem é José, vão cedinho até São José do Fojo, e aproveitem para visitar as Fisgas ou a aldeia de Covas, tudo ali pertinho. Mas não faltem à Missa do dia, e depois,  por volta das 16:30h, tomem parte no substancial lanche convívio que calhando em tempo de Quaresma São José desculpa o excessozinho  que possa haver nessa 3ª-feira, 19 de Março. Como de costume o convivio é sempre muito amimado, ou não bastasse  a alegria da juventude escolar e seus professores para lhe dar essa animação, mas além desses não faltarão outros animadores!

Casa do Guarda Florestal do Fojo

Casa do Guarda Florestal do Fojo

           Ou no Quartel das "brigadas florestais"  ou na que foi a Casa do Guarda Florestal do Fojo, hoje devoluta e ao abandono, toda a gente que no ermo lugar apareça na tarde de 3ª-feira tem assento e até ocasião para dar uma ajudazinha no lavar  as panelas e deixar  o espaço limpo; a capela, essa, tem sido os larápios a fazê-lo....    

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:54


Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D