Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Paz á sua alma

por aquimetem, em 23.02.13

 

 Capela de santo António de Vilarinho

          A nossa freguesia ficou hoje mais pobre ao ver partir uma conterrânea que à terra deu o seu melhor, a saudosa ti Maria do também saudoso ti Manuel Diniz, da aldeia de Vilarinho que amanhã pelas 15:00h vai a sepultar no cemitério da aldeia. Mãe exemplar que após enviuvar tomou conta do barco e com mestria guiou e na rota deixou rasto que os filhos como o Cândido, o António, o Chico, a Carminda e a Graça vão saber cultivar e reproduzir...A toda a família em luto os meus sentimentos e que Deus tenha um bom lugar reservado para esta minha conterrânea que muito prezava. Paz à sua alma

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:16


Vilar de Ferreiros - aldeia do mundo

por aquimetem, em 18.02.13

          É nos momentos mais difíceis da vida que a presença dos amigos por vezes satisfaz mais e dá animação a quem dela carece. Que assim é tenho eu tirado a prova face às muitas visitas que de perto e longe vem acompanhando a minha cara metade numa doença que inesperadamente lhe calhou na rifa, mas já em recuperação e com a certeza que valeram muito as orações de tanta gente a pedir pela sua saúde. Isto para justificar a minha retração neste e noutros blogs onde habitualmente costumo opinar ou dar noticia. Hoje venho para recordar que no passado dia 20 de Janeiro, Vilar de Ferreiros festejou São Sebastião, com pompa e circunstância, no preciso dia litúrgico desse santo advogado contra a peste e a guerra, que perto da igreja paroquial de São Pedro tem a sua rica capela, com telheiro e adro miradouro, sobre a Ribeira Velha.

          Como em post anterior noticiei a festa constou de cortejo com missa dominical e “bênção do pão” seguida de leilão cujo rendimento reverteu a favor das despesas com as obras da residência e outras mais despesas em carteira. A chuva não ajudou e o vento tão-pouco, mas mesmo assim rendeu cerca de 1000€, não obstante alguns bairros, desta vez, faltarem à chamada. A chuva faz destas partidas...A visita a São Pedro de Vilar de Ferreiros vale pelo património histórico e paisagístico de que dispõe, e bem patente na igreja paroquial, no seu brasonado cruzeiro e na vizinha capela de S. Sebastião cujo telhado se vê ao fundo.

          Com um abade de mão cheia – assim aprendi, desde criança, a designar o pároco da minha terra –, que à meio século pastoreia Vilar de Ferreiros, o padre Correia Guedes foi e é o homem ideal que o saudoso bispo D.António Valente da Fonseca escolheu para substituir o abade colado padre Manuel António Morais de Miranda, o meu conterrâneo mais ilustre destes últimos dois séculos. A esta freguesia que me viu nascer tem o abade Correia Guedes dado todo o carinho e labor precisos para manter e promover o prestigio de uma comunidade cristã e duma terra cujos limites são anteriores aos da Nacionalidade.

           A “bênção do pão” na festa de S. Sebastião que habitualmente se faz no telheiro da capela este ano realizou-se na igreja paroquial visto estar a chover e muito vento, depois porque também a capela era pequena para tantos fieis. Terminado este ato o Sr. Abade recolheu-se na residência e confiou o resto da festa à Comissão Fabriqueira de que ele é apenas presidente.

 

          Sacerdote exemplar e pároco atento às carencias espirituais e humanas dos paroquianos, a sua acção ficou marcada logo no inicio da sua chegada a Vilar, na década de 60, quando confrontado com a  pobreza de alguns paroquianos se lançou na construção de habitações e solicitou apoio alimentar à Caritas para os mais necessitados. Entretanto vieram dias melhores e a briosa iniciativa deixou de ter sentido, pois cada um passou a usar da sua cana para pescar. Oxalá que por este andar não se venha a voltar ao mesmo... 

           Mas o papel mais importante do abade Correia Guedes foi e é o desempenhado, na condição de pároco de São Pedro de Vilar de Ferreiros, como Presidente da Irmandade de Nossa Senhora da Graça, e que se pode ver bem realçado na obra ali realizada e muito louvada por todos quantos sobem ao cimo do Monte Farinha, mormente os devotos de Nossa Senhora e do Santinho, Santiago. 

  

          Freguesia muito trabalhosa que em termos patrimoniais se estende do santuário de NS da Graça a São José do Fojo, onde também aqui, por volta do dia 19 de Março, os Josés do concelho de Mondim de Basto costumam festejar o seu dia com celebração eucaristica presidida pela pároco de Vilar de Ferreiros. 

  

          Assim como do Monte Farinha ao Fojo, também de Campos a Vilarinho, no sentido poente/nascente a freguesia se alarga em toda a sua dimensão que neste Ano da Fé o pároco de Vilar de Ferreiros quer ver mais dinamizada e fiel os mandamentos de Deus e da Igreja de Jesus Cristo nosso Salvador.

  

          A igreja da aldeia de Vilarinho é consagrada a santo António, mas a quem a população em Agosto festeja com muito fervor é Nossa Senhora de Fátima. As mães têm sempre um lugar especial no coração dos bons filhos, e neste caso a Virgem Maria ultrapassa tudo. Santo António desculpa a opção..

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:56


Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D