Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]





muito ouro, mas pouco ferro...

por aquimetem, em 30.06.07

 

Cruzeiro Paroquial de Vilar de Ferreiros

Estandarte do R FJ  de Vilar de Ferreiros     

          O brasão que consta gravado na base do artístico Cruzeiro Paroquial de Vilar de Ferreiros, passou a partir de certo momento em que as freguesias foram autorizadas a poderem usar dessa honraria heráldica, a ser utilizado como distintivo heráldico da freguesia. Sucede entretanto que o brasão em causa não é da freguesia, tem  titular; que embora ainda por identificar, tudo aponta tratar-se de um nobre pertencente à classe eclesiástica. E quanto ao ramo familiar constava e consta de: Pereiras, Silvas, Correias e Mirandas. Ou em vez de Mirandas, antes Frei André do Amaral, segundo opinião do saudoso heraldista Campos e Sousa.

          Como a Junta de Freguesia, também o GFRV, com as respectivas alterações, o adaptou para seu emblema,  e o mesmo fez o Rancho Folclórico e Jovenil de Vilar de Ferreiros,  que o exibe no seu estandarte e no papel timbrado. É um pergaminho da terra!

          Tudo bem, só que nesta matéria também há normas que a lei obriga a respeitar e no que respeita a instituições é mesmo intransigente. Daí que para uma autarquia poder usar  brasão, este  tenha antes que ser  superiormente aprovado por peritos da especialidade. De modo a pôr os pontos nos "ii", e mediante parecer da comissão heráldica da Associação dos Arqueólogos Portugueses de 6 de Março de 2007, a partir de 24 de Março pp, a ordenação heráldica do brasão, bandeira e selo da freguesia de Vilar de Ferreiros, passou a ser:

Brasão - escudo de azul, espiga  de trigo de prata posta em pala, entre sete bigornas de ouro, realçadas de negro e postas em orla. Coroa mural de prata de três torres. Listel branco, com a legenda a negro : "Vilar de Ferreiros";

Bandeira - amarela. Cordão e borlas  de ouro e azul. Haste e lança de ouro;

Selo - nos termos da lei, com a legenda : " Junta de Freguesia de Vilar de Ferreiros- Mondim de Basto".    

          Apenas um reparo dirigido a quem não teve o cuidado ou a sensibilidade cultural de alertar de que em vez de uma "espiga de trigo", cereal que nunca foi tradição cultivar na freguesia, se substituisse por uma espiga de centeio ou de milho.

          Muito ouro, mas pouco ferro....

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:20


Santos Populares

por aquimetem, em 29.06.07

          Da festa que hoje, 29 de Junho, se celebra, diz Francisco Fernádez-Carvajal : < Esta solenidade data dos primeiros tempos do cristianismo. "Os apostolos Pedro e Paulo são considerados por todos os fiéis cristãos, com todo o direito, como as primeiras colunas, não somente da Santa Sé romana, mas também da Igreja universal de Deus vivo, disseminada por toda a terra" (Paulo VI). Fundadores da Igreja de Roma, Máe e Mestra das demais comunidades cristãs, foram eles que impulsionaram o seu crescimento com o supremo testemunho do "seu martírio, padecido em Roma com fortaleza: Pedro, a quem Nosso Senhor Jesus Cristo escolheu como fundamento da sua Igreja e bispo desta esclarecida cidade, e Paulo, o Doutor das gentes, mestre e amigo da primeira comunideade aqui fundada" (Paulo VI). No Brasil, transfere-se esta festa para o primeiro domingo depois de 29 de Junho>, também em Portugal, as vilas ou cidades que têm estes santos por patronos é friado neste dia. 

          Padroeiro da vetusta paróquia de São Pedro de Vilar de Ferreiros, também aqui com mais ou menos animação tem vindo a ser festejado ao longo dos séculos, como hoje aconteceu e mereceu da população local dispor de  pelo menos um Meio-dia Santo para repousar,  que foi preenchido com uma Missa  Solene às 11h00, a que presidiu o Orador Sagrado Padre Lima, precedida de procissão com o andor de São Pedro ornamentado com flores naturais e demais andores que percorreu os diversos lugares da povoação sede desta famosa freguesia.

          De realçar que também no passado Domingo, dia 24, a população da nossa pinturesca aldeia de Covas, " Uma nesga de Portugal desconhecido ao lado das Fisgas..."  se organizou para comemorar com toda a dignidade cristã, a festividade que assinala o  nascimento do padroeiro da aldeia: São João Baptista. A Missa Solene que na capelinha local se realizou às 11h00 em Honra do Padroeiro São João teve por celebrante o Padre e Orador Sagrado Fernando José da Costa e a Intenção da Celebração Litúrgica foi por todos os moradores da localidade vivos e falecidos, mas em particular por Carla Maria Moreira de Freitas, trigésimo dia. A mais piedosa forma de festejar os Santos Populares

Aldeia de Vilar de Ferreiros

Igreja Paroquial de São Pedro de Vilar

de Ferreiros

 Capela de São João Baptista, na aldeia  de Covas

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:20


é necessário repetir

por aquimetem, em 15.06.07

          No sopé sul do Monte Farinha fica a aldeia de Vilar de Ferreiros, que tem do lado oposto a  erma mancha florestal que dá pelo nome de serra da Lousa /Toumilo . Sede de freguesia e paróquia do mesmo nome, Vilar de Ferreiros é uma terra tradicionalmente cristã, bem patente no seu património histórico e cultural.

          Desde 12/01/961, confiada espiritualmente ao Sr. Padre  Manuel Guedes, este "gigante com coração de pomba",  embora nem sempre correspondido na sua ânsia de promover os valores morais e cívicos da comunidade, não cessa de lutar por esse objectivo que a missão sacerdotal lhe impõem e a sua generosidade e entrega não regateiam.

 

Vilar de Ferreiros e o florestado Toumilo

          No passado dia 9, uma vez mais o padre Guedes desceu até Fátima, para a seguir, no Dia de Camões, enriquecer e partilhar da Peregrinação Anual das Crianças. Com a colaboração do Sr. motorista Ribeiro, de Mondim; do António Bouça Mourão, de Vilar, e do José Oliveira Brizida, de Vilarinho, foi um ver se te avias com a "carreira" a sair por volta das 07h30 de Vilar, por Vilarinho, Bilhó, Bobal, Lamas-de-Olo e Vila Real, onde aqui foi quebrada a tradição do pequeno-almoço em vez de servido na  "Casa do Alemão" ter sido no Café Gomes.

          Depois pela A24 em direcção a Lamego, lá estava Nossa Senhora dos Remédios à espera para receber a visita. Cumprido o preceito, estava Viseu de braços abertos e à espera  para dar de comer a quem tem fome, pois eram horas de jantar, aquilo que modernamente se chama almoço. 

          Barriguinha cheia e muita alegria e fé agora é chegar quanto mais rápido melhor ao "Altar do Mundo", com uma visita antes de mais aos Valinhos, onde os principais protagonistas da Cova de Iria, os três pastorinhos, antes de verem Nossa Senhora, viram pela primeira vez a luz do diia.   

Fátima, em  Dia 10 de Junho

          Esta peregrinação nacional que anualmente tem lugar no Dia de Portugal, 10 de Junho, contou desde a primeira hora com a presença das crianças, pais e catequistas da paróquia de São Pedro de Vilar de Ferreiros, e só muito raramente faltou a presença do respectivo pároco. Ainda me lembro de em muitas desses peregrinações o dia servir também para encontro com familiares e amigos, pessoas que residentes fora do torrão-natal aproveitavam a vinda dos parentes e conterrâneos a Fátima e ali se deslocavam para com eles conviver e confraternizar. Ainda lá fui várias vezes, e é necessário repetir. 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:22


Por muitos anos mais!

por aquimetem, em 05.06.07

 Dr.Primo Pelayo

          Fez hoje 86 anos que na freguesia de Fajozes, concelho de Vila do Conde, nasceu  uma figura que a seu tempo se viria a notabilizar como amigo da  região de Basto,  mormente da paróquia de Vilar de Ferreiros: Dr. Primo Casal Pelayo.

          Depois de tomar conhecimento de uma polémica que à volta do santuário de Nossa Senhora da Graça opunha as freguesias de São Pedro de Vilar de Ferreiros e de São Cristóvão de Mondim  de Basto, o distinto causídico tomou a peito chamar a si a pesquisa da verdade histórica e decorridos uns três ou quatro anos de fecunda investigação, em 1968,  surgem os resultados desse trabalho com a primeira edição de "A Ermida do Monte Farinha, em Vilar de Ferreiros, Mondim de Basto".  

          Para com o ilustre aniversariante festejar o seu aniversário, e recordar os tempos em que por amor à verdade se empenhou em defender graciosamente os interesses da terra que me viu nascer, fui com ele almoçar e felicitá-lo por tão feliz efeméride. Por muitos anos mais!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:40


Mês do Coração de Jesus

por aquimetem, em 02.06.07

         

Ainda não sei porque mas na

minha terra o Sagrado Coração de

Jesus é honrado festivamente

em Domingo de Ramos.

            Só agora soube que o Apostolado da Oração, AO, é uma "união de fieis  que, pelo oferecimento diário de si mesmos, se  unem ao sacrifício eucarístico, em que se realiza perenemente a obra da nossa redenção, e assim, pela união vital com Cristo, da qual depende a fecundidade do apostolado, colaboram na salvação do mundo".

             Fundada em Vals , França, em 3 de Dezembro de 1844, pelo Padre Francisco Xavier Gautrelet , S.J .; entrou em Portugal em 1864. Além de simples Associados, há também membros mais activos, Zeladores ou Responsáveis. Unindo a oração com acção, responsabilizam-se por grupos de Associados e exercem o apostolado mais conveniente à Paróquia, sob a orientação do Director local que, habitualmente, é o Pároco. Sendo o AO essencialmente diocesano é nomeado pelo respectivo Ordinário e a ele compete eregir Centros, nomear Directores locais e promover e dinamizar o AO na Diocese.

             Para ajudar a promoção do AO, existe um Secretariado Nacional que publica livros de espiritualidade, pastoral , formação cristã, bem como revistas do movimento; e fornece os subsídios necessários. São 3 as secções do AO em Portugal: Cruzada Eucarística das Crianças, Movimento Eucarístico Juvenil e Liga Eurarística.  

            Trata-se de um movimento da Igreja que está implantado em muitas Dioceses e Paróquias do País e que eu  aqui hoje realço pelo simples facto do seu actual  Assistente  Nacional, Padre Dário Pedroso,s.j., no passado dia 27 de Maio ter presidido à Festa da Ascensão no alto do Monte Farinha, e por estarmos no mês do Sagrado Coração de Jesus. 

 Fonte: Anário Católico

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:25


Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D