Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





também já cá cantam!

por aquimetem, em 18.02.09

 

        Esta é a caricatura de um dos maiores jornalistas, poetas e escritores transmontanos, bem conhecido no meio literario nacinal graças à sua funcunda actividade editoriial, como se pode constatar ao ler os muitos jornais em que o nosso Barroso da Fonte é colaborador assiduo. É um daqueles transmontanos por quem tenho uma particular admiração, pese não o conhecer pessoalmente, admiração que já vem do tempo em que ele muito ligado ao Noticias de Chaves certamente ainda fez o favor de me aceitar alguns arrazoados que ao tempo ali me publicaram.  Não sei, nem ele certamente. O que por certo se lembra, e eu também, é que com todo o destaque me incluiu  num dos volumes do Dicionário dos mais ILustres Transmontanos e Alto Durienses. Aqui, lá terei de dizer como o outro: "Tonho sim, Fonseca, não, Valente, como qualquer um" .

          Mas para quê todo este rodeio se o que pretendo é apenas lembrar que amanhã dia 19 de Fevereiro faz 70 anos que no lugar de Codeçoso, freguesia de Meixedo, concelho de Montalegre, nasceu João Barroso da  Fonte, aquele Barroso da Fonte que aos 15 anos se iniciou nas lides jornalisticas, sendo mais tarde correspondente do Diário de Noticias, Diário Popular, Diário do Norte e Primeiro de Janeiro.  

          Licenciado pela UIniversidade Católica e Mestrado em Filosofia em Portugal e Cultura Portugusa pela Universidade do Minho, o Dr Barroso da Fonte é também um daqueles transmontanos que sendo honrados, honram as terras que pisam e servem. Que o digam a cidade e o laborioso povo de Guimarães, onde Barroso da Fonte tem desempenhado papel importante quer no campo cultural quer até no político, neste, entre outros cargos, como deputado municipal desde 12 de Janeiro de 1990.

          Como eu defensor acerrimo das Fisgas de Ermelo e certamente de toda uma  região de Basto sem barragens no Tâmega, aqui lhe deixo em post os votos de muitas felicidades  e que esses 70 sejam bem festejados e sirvam de rampa para muitos anos mais. Os meus também já cá cantam!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:14


10 comentários

Sem imagem de perfil

De mgraça a 18.02.2009 às 13:03

Merecida homenagem a este Grande e Ilustre Transmontano, que dedica grande parte da sua vida
às letras, tanto à prosa como à poesia; onde aparece a sua personalidade fortemente vincada, sempre disposto a defender, frontal e francamente, tudo quanto seja verdadeiro; a praticar o bem em defesa do seu semelhante ou do nosso Trás-os-Montes.Para além disso, surpreende e cativa-nos, com a sua sinceridade e simplicidade, o que nos faz ficar agradecidos , como transmontanos que somos.E lá diz Ele:

-"Eu sou do povo.No povo bebo a essência dos meus versos,
destes versos duros que reproduzem sismos,
no bairro de lata de todos os mendigos asilados."

"Em Trás-os-Montes
até a morte é mais autêntica,
porque acontece com menor hipócrisia e fingimento"

Bem haja Sr. Doutor BARROSO DA FONTE
Respeitosamente
Maria da graça
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 18.02.2009 às 17:43

BARROSO DA FONTE

" DE MANHÂ"
De manhã
quando desperto
vejo-me ao espelho
e fico incerto:
se volto para novo,
se sigo para velho.

----------//---------
"OS MEUS POEMAS"

Os meus poemas
são fechados e frios,
como a aragem do cacimbo
nestas manhãs de junho,
em que o sol se perde,
no desejo inconformado
de iluminar os olhos
desta gente tropical.

----------//----------
"TENHO PENA DESTA GENTE"

Tenho pena desta gente
que vive um destino atrofiado.

Os pretos vivem
um sentido diferente
na existência humana.

Pobre gente
que vive ao Deus-dará
como as aves da selva
e as formigas do capim.

Tenho pena desta gente
que sofre como gente
e vive como coisa.

As coisas também metem compaixão
se vivem destinos deformados.

«FORMAS E SOMBRAS»

IN TRINTA ANOS DE POETA



Sem imagem de perfil

De Anónimo a 18.02.2009 às 18:56

"ANDA POETA" «O Sangue e as palavras»
Anda Poeta
despede-te das musas
toma a tua arma
e segue.

Depois,
ouvirás o metralhar do inimigo
e tu não terás medo
porque os poetas renascem com a morte.

Serão tristes os dias e as noites
Longos os meses e pesadas as manhãs monótonas do cacimbo.

Andarás trilhos e picadas
na mata e no capim
dia e noite
como quem é o senhor de todos os instantes.

Passarás fome e sede
calor e frio
conforto e dor
e no auge do desespero
maldirás a hora em que nasceste
a mãe que te criou
o berço em que foste embalado
docemente...

Hás-de entender os mistérios da floresta
as vozes anónimas da bicharada
o segredo das horas incompreendidas.

Hás-de chorar amargamente
a perda dos que morrem em cada instante
porque os poetas também choram lágrimas de revolta
quando não há sorrisos de criança
a espargir sobre o ódio dos assassinos!

Anda Poeta
esquece-te de que és fraco
e lavanta a tua voz de mensageiro
em todas as direcções
para que os teus seguidores
te acompanhem como Homem-Universal!

Ser Poeta
e andar na guerra
é trazer nas mãos a sede infinita dos homens
e na alma o destino do mundo.

BARROSO DA FONTE IN TRINTA ANOS DE POETA
Imagem de perfil

De aquimetem a 18.02.2009 às 17:48

Também se não merecesse não o recordava aqui, embora para isso muito contribuísse esta dinâmica mondinense Mgraça que tem pelos nossos poetas transmontanos uma desmedida admiração, assim também em atenção a ela, aqui deixo deste nosso Poeta , o poema, " Na Dança Vou:
Na dança
vou
do tempo em mudança,
buscando a esperança
daquilo que eu quero ser
e não sou
Meu corpo avança
no barco em que me vou
em busca daquilo que procuro
e não vou
Meu peito cansa
depois de muito que já andou
em volto na vaga esperança
daquilo que quero
e não sou
E
Teimando vou
enquanto não alcanço
aquilo que busco
e não sou"
"Artes & Letras" , de 3 de Julho de 1991
João Barroso da Fonte.
Sem imagem de perfil

De mgraça a 18.02.2009 às 19:03

Dizia o Conterrâneo que não teria poemas consigo, de Barroso da Fonte; que faria se tivesse!-Pois sim senhor que luziu com essa linda poesia, parabéns também para si.
Realmente este Senhor é fora de serie, Deus lhe dê saúde , para continuar a oferecer-nos a sua bela "Escrita".
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 18.02.2009 às 19:17


« VEM MEU AMOR »

Vem meu amor
que eu espero por ti
desde que proclamaste
a minha paternidade

em ti deponho o fruto dos meus dias
pot ti resisto ao ódio dos caminhos
contigo sou maior em cada instante

não te conheço ainda
mas nos teus olhos
trazes a marca da vida
que te doei
na hora em que te quis

vem meu amor
que o sol proteje a tua vinda
as crianças esperam por ti
e seremos três agora
cantando de mãos-dadas
o amor unificado.

Barroso da Fonte em
É PRECISO AMAR AS PEDRAS
Sem imagem de perfil

De mgraça a 19.02.2009 às 10:11

Neste 19de Fevereiro de 2009, venho aqui deixar PARABENS, e o desejo de muitos e longos anos, plenos de saúde , ao nosso VENERADO ESCRITOR TRANSMONTANO :JOÂO BARROSO DA FONTE, dado
que não quer que lhe chamemos de DOUTOR.
Que tenha um dia muito feliz!
maria da graça
Imagem de perfil

De aquimetem a 19.02.2009 às 12:58

Venho corroborar os votos da mgraça e também muito em particular desejar as maiores felicidades ao nosso ilustre aniversariante. Parabéns e que os repita por muitos anos.
Imagem de perfil

De MVM a 07.05.2010 às 23:20

Olá Amigo!
Além do Tâmega parece que temos outro tema de interesse em comum!
Chama-se Barroso da Fonte.
Tive o prazer de o conhecer pessoalmente ,já lá vão largos anos (1982 ou 83), num Encontro em Vila Real, que se bem me lembro era denominado de"Jornalistas e Escritores Transmontanos"onde tive também o prazer de conhecer outros Homens de Real Valor, como Modesto Navarro(Vila Flôr); António Cabral(Vila Real);o Jornalista Rogério Rodrigues (Torre de Moncorvo) e aquele que me convidou e levou a tal encontro, que recordarei sempre com enorme saudade e respeito , O Sr. Padre Rebelo (Torre de Moncorvo)!
Lembro-me que nesse encontro Barroso da Fonte apresentou uma comunicação que adorei ouvir e relacionada com "Chegas de Bois" em Montalegre.
Sabendo só agora do seu aniversário , por este Blog, não posso deixar de lhe desejar longa vida e que continue a emprestar a sua esrita ao engrandecimento de Trás -os-Montes.
Imagem de perfil

De aquimetem a 08.05.2010 às 01:14

Muito obrigado pela visita. Já dei conhecimento por e-mail ao Dr. Barroso da Fonte que certamente vai ficar contente com o vosso comentário. Bem haja !

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D